Dicas de Segurança para quem vai fazer viagens longas de Moto

Estar sobre duas rodas pode ser bem prático e dar uma grande sensação de liberdade para o motorista, mas quando estamos falando de viagem com a moto existem alguns cuidados indispensáveis.

Está planejando viajar de moto? Então você precisa estar atento a alguns cuidados muito importantes para que tudo corra bem. Veja as dicas a seguir e entenda:

Garanta que está pilotando um modelo de viagem

Muita gente não sabe, mas existe um modelo de moto específico para cada tipo de quilometragem e terreno. As Trails, por exemplo, são modelos mais recomendados para quem vai percorrer longas distâncias em estradas. Veja exemplos dos lançamentos de motos 2021 e fique por dentro.

Confira também a nova Honda CB 300 2021. Caso você não tenha um modelo indicado para viajar longas distâncias de moto, a dica é você estar mais preparado para imprevisto que podem acontecer durante o percurso.

Realize a manutenção da motocicleta

Um outro cuidado muito importante que qualquer veículo tem que ter ao pegar a estrada é em relação a manutenção do mesmo. Portanto, antes de começar o seu trajeto, leve a sua moto para que um especialista de confiança possa fazer uma avaliação geral.

É interessante verificar os pneus, assim como calibrá-los. O motor e os freios precisam estar funcionado de maneira regular, pois esse é o ponto base da sua segurança.

Use as setas

A estrada acaba proporcionado para o motorista a sensação de maior liberdade e de que as regras de trânsito ficam mais frouxas, porém é válido ressaltar que essa é uma falsa sensação. De acordo com relatos de motoristas que se envolveram em acidentes de trânsito, a maior causa é não ter visto a manobra do motorista próximo.

Portanto, use as setas da mesma forma e lembre-se também de estar com as lanternas ligadas. É importante sinalizar para que os outros condutores vejam você e o seu veículo e assim, diminuir as chances de acidente no trânsito.

Esteja usando equipamento adequado

Quando falamos de equipamento adequado para pilotar uma motocicleta, você deve pensar diretamente no uso do capacete. Bem, é claro que o capacete é a medida mais importante para a sua segurança, mas existem outros recursos que auxiliam na sua proteção, como roupas compostas, que cobrem o máximo da sua pele em caso de acidente.

As luvas para pilotar também são interessantes, já que você irá permanecer nos controles por um longo período e suas mãos podem ficar úmidas, atrapalhando a condução da motocicleta.

Continue Reading

Conheça os impostos que devem ser pagos anualmente

Passados os gastos com as festas de fim de ano, o consumidor inicia o novo ano com uma série de obrigações, como a compra de materiais escolares, o pagamento de seguros e o pagamento dos tributos IPTU e IPVA. Diante de tantas obrigações, é natural que o volume de despesas em janeiro e fevereiro seja maior, o que exige do consumidor o gerenciamento das dívidas para não entrar no vermelho. Assim, para organizar melhor suas contas, a primeira coisa a se fazer é listar todas as despesas fixas ou ocasionais e avaliar quais são prioritárias e a ordem de vencimento de cada uma.

Mas diante de tantos compromissos, surge sempre aquela dúvida: pagar os impostos à vista ou realizar o parcelamento do IPVA 2021?

Diante de tal pergunta, deparamos um fato: não existe fórmula mágica para evitar o aperto no bolso. No entanto, a decisão de sair do vermelho ou se manter no azul depende do planejamento das contas domésticas e da disciplina em conter gastos supérfluos.

A primeira questão a ser avaliada diante da dúvida sobre pagar o IPVA 2021 Rio de Janeiro à vista ou parcelado é saber se o desconto obtido no pagamento das contas à vista é maior do que o valor que esse dinheiro renderia caso estivesse em alguma aplicação financeira. No entanto, outras situações também devem ser avaliadas. Se o consumidor fez reserva de seus rendimentos e possui o dinheiro, obviamente terá vantagem em pagar os compromissos à vista, aproveitando assim os descontos oferecidos.

Caso o consumidor possua o dinheiro, mas ele esteja aplicado em modalidades como o CDB ou outros fundos, torna-se necessário realizar cálculos para avaliar se o desconto do pagamento à vista valerá a pena.

Já para o caso dos consumidores que não possuem dinheiro guardado ou que não tenham o valor total para pagar à vista seus impostos, torna-se necessário maior planejamento financeiro. Neste caso, como não possui dinheiro para tal finalidade, o consumidor, obviamente, pagará seus impostos a prazo, portanto, as parcelas deverão entrar no orçamento mensal. O consumidor também deverá ficar atento ao vencimento das parcelas, tendo em vista que o atraso incorrerá no pagamento de juros.

Como podemos observar, a melhor opção é aquela que atende melhor a realidade financeira em que se encontra o consumidor. Porém, a dica para fugir do aperto é: nos próximos anos, separe um determinado valor todos os meses para ter condições de pagar os impostos à vista no início do ano. Com o dinheiro separado ao longo do ano para essa finalidade, o consumidor não terá preocupações e nem dores de cabeça com os impostos.

Continue Reading